"Magma – No Limite da Selvajaria"

15 de Fevereiro a 17 de Fevereiro | Porto

É a primeira vez de Flávio Rodrigues na programação do TNSJ, artista que vem construindo desde 2006 – o ano do inaugural Tarde Demais Mariana – uma obra que interroga as fronteiras de corpo, identidade e género, a partir de linguagens que intercetam dança, performance e som. Magma – No Limite da Selvajaria, que o TNSJ coproduz e apresenta em estreia absoluta, sucede a Efígie (2017), projeto constituído por cinco objetos autónomos, o segundo dos quais, Chorus Landscape, foi apresentado na última edição do Festival Dias da Dança. Magma é um solo que explora um imaginário onde a violência e o poder colapsam na solidão e no silêncio. É, nas palavras de Flávio Rodrigues, “uma guerra sem guerra, a sós”, uma caminhada solitária carregada de memórias, metáforas, medo, silêncio, dor, coragem, amor, desistência e resistência. Magma constrói-se a partir da ausência, onde os objetos sonoros, cénicos e coreográficos se tornam presentes nas analogias, interferências e conexões estabelecidas entre si, concorrendo para a construção de uma narrativa poética, um ato revolucionário que transporta em si os medos e os paradoxos da existência. “Bem-vindos à guerra niilista.”

 

criação e interpretação

Flávio Rodrigues

intérprete no processo

Bruno Senune

coprodução

Flávio Rodrigues, TNSJ

 

qui+sex 21:00

sab 19:00

 

 

Teatro Carlos Alberto

deixe-nos o seu comentário
voltar
em destaque
últimos podcasts
GPS - 16 de Janeiro de 2018
Universo Paralelo - 16 de Janeiro de 2018
Pré Visão - 16 de Janeiro de 2018
A Bola é nossa - 16 de Janeiro de 2018
A Bola é nossa - 15 de Janeiro de 2018
os nossos ouvintes
powered by hojenet © Copyright Rádio Nova 2016 - Todos os direitos reservados