Elizabeth Costello

18 de Janeiro a 28 de Janeiro | Porto

 

“Sou escritora. Talvez não me conheçam aqui, mas escrevo, ou escrevi, sob o nome de Elizabeth Costello.” Elizabeth está no limiar da “grande porta”, quer passar “para o que vem depois”, mas terá de enfrentar primeiro um tribunal que parece saído de Kafka – um tribunal do paradoxo. Elizabeth, aquela que se apresenta como uma “negociante de ficções” ou “secretária do invisível”, confronta-nos com as suas crenças e discute com outras personagens “ideias polémicas”, como a essência de Deus e o silêncio dos animais, o Holocausto nazi e o vegetarianismo, o amor e o mal. “Acredita na vida?”, pergunta-lhe um juiz no tribunal. “Acredito em tudo o que não se dá ao trabalho de acreditar em mim”, responde Elizabeth Costello.

 

de J.M. Coetzee | tradução Maria João Delgado (Leya) | dramaturgia Alexandre Andrade, Cristina Carvalhal | direção artística e encenação Cristina Carvalhal | cenografia e figurinos Ana Limpinho | desenho de luz José Álvaro Correia | desenho de som Sérgio Delgado | produção executiva Bruno Reis | interpretação Bernardo Almeida, Cucha Carvalheiro, Luís Gaspar, Rita Calçada Bastos, Sílvia Filipe | coprodução Causas Comuns, Culturgest, TNSJ | Língua Gestual Portuguesa: 28 janeiro, 16h

quarta e sábado 19h | quinta e sexta 21h | domingo 16h

Teatro Nacional S. João

deixe-nos o seu comentário
voltar
em destaque
últimos podcasts
Entrevistas - 19 de Janeiro de 2018
GPS - 19 de Janeiro de 2018
Pré Visão - 19 de Janeiro de 2018
Universo Paralelo - 19 de Janeiro de 2018
Blê Blê Blê - 19 de Janeiro de 2018
os nossos ouvintes
powered by hojenet © Copyright Rádio Nova 2016 - Todos os direitos reservados