Curtas Vila do Conde

14 de Julho a 22 de Julho | Vila do Conde

Para esta 26ª edição, o festival aposta em realizadores emergentes, cujo trabalho se tem vindo a consolidar, na última década, no panorama internacional do cinema de autor. Falamos de Gabriel Abrantes, que, em co-realização com Daniel Schmidt, traz-nos a estreia nacional de "Diamantino", dando o pontapé de saída do festival; Yann Gonzalez, que apresenta a sua última longa-metragem, "Un Couteau dans le coeur", e uma sessão muito especial, uma ‘carte blanche’ a qual intitulou de “Avant-Garde Midnight Madness”, incluindo filmes iconoclastas e raridades; e Nadav Lapid, realizador In Focus, cuja obra será alvo de uma retrospetiva integral. Para os três, trata-se de um regresso a Vila do Conde, já que o festival acolheu, ao longo dos anos, vários filmes destes cineastas e reconheceu-os com vários prémios.

As Competições Internacional e Nacional permanecem o foco principal do festival, reunindo o melhor da produção de curtas-metragens do último ano numa seleção de filmes que pretende dar a ver as várias vertentes do cinema contemporâneo. Animações, ficções e documentários provenientes um pouco de toda a parte – do Paquistão à Finlândia, da Roménia aos Estados Unidos da América – integram a programação.

Destaque também para a sessão de encerramento do festival, que contará com a estreia da curta-metragem "Como Fernando Pessoa Salvou Portugal", de Eugéne Green, produzida por Julien Naveau, Luís Urbano, Sandro Aguilar e pelos irmãos Dardenne. O filme parte da relação factual do poeta português, enquanto publicitário, com uma famosa marca de refrigerantes, para criar uma efabulação.

Como já é habitual, o festival reserva ainda um programa para os mais novos. O Curtinhas integra sessões destinadas a crianças entre os 3 e 10 anos, além de workshops e oficinas de brinquedos em papel e pixilação. Para os pais cinéfilos, o Curtas Vila do Conde proporciona as condições ideais para uma ida à sala de cinema: um espaço infantil com monitores onde os seus filhos poderão ficar em conforto e segurança.

Os momentos de debate e reflexão são também momentos habituais no festival. Ao longo da semana, promovemos vários encontros, de entrada gratuita, com os realizadores em competição (Internacional, Nacional, Experimental e Take One!) e os artistas em exposição (New Spain) para pensar os modos de fazer do cinema contemporâneo, numa espécie de estado da arte das artes visuais.

http://festival.curtas.pt/programa/2018/

 

Vários locais

deixe-nos o seu comentário
voltar
em destaque
últimos podcasts
Pré Visão - 17 de Julho de 2018
GPS - 17 de Julho de 2018
A Bola é nossa - 17 de Julho de 2018
Blê Blê Blê - 17 de Julho de 2018
Universo Paralelo - 17 de Julho de 2018
os nossos ouvintes
powered by hojenet © Copyright Rádio Nova 2016 - Todos os direitos reservados