Carrilho condenado a quatro anos e meio de prisão com pena suspensa

31 de Outubro de 2017 | por Publico/Radio Nova
Carrilho condenado a quatro anos e meio de prisão com pena suspensa

Manuel Maria Carrilho foi nesta terça-feira condenado a quatro anos e meio de prisão, com pena suspensa, por agressão, injúrias e violência doméstica, entre outros crimes, contra a ex-mulher Bárbara Guimarães, o namorado desta na altura, Ernesto "Kiki" Neves e um amigo da apresentadora, Ricardo Pereira.

Após uma leitura do acórdão, que demorou mais de uma hora, a juíza presidente do colectivo do Juízo 22 do Tribunal de Comarca de Lisboa deu como provado que o ex-ministro da Cultura tinha, em diversas ocasiões em 2014, agredido, difamado, ameaçado, injuriado e exercido violência doméstica contra a sua ex-mulher.

Manuel Maria Carrilho está ainda proibido de contactar com a apresentadora, sem prejuízo dos momentos em que tenham que comunicar por causa dos filhos. Terá também que frequentar um curso de prevenção de violência doméstica, ditou a sentença.

O colectivo de juízes entendeu que o arguido demonstrou "total insensibilidade" e "ausência de arrependimento" relativamente às acusações agora provadas.

À saída do tribunal, o advogado do ex-ministro da Cultura, Paulo Cunha e Sá, considerou "falsas" as acusações e adiantou que vai recorrer da decisão. Esta posição contraria o apelo deixado pela juíza, no final da leitura do acórdão, no qual pedia a Manuel Maria Carrilho para "não persistir" mais neste processo.

Minutos antes o advogado de Bárbara Guimarães, Pedro Reis, mostrou-se "muito feliz" com a decisão do colectivo de juízes.

O caso remonta a 2013 e 2014 e aos conflitos ocorridos entre o casal já separado, quando Manuel Maria Carrilho ia a casa de Bárbara Guimarães buscar os filhos para passarem consigo o dia. O processo envolveu ainda amigos da apresentadora e o seu namorado à data.

O tribunal encontrou mais credibilidade nos depoimentos dos queixosos do que nas declarações de Manuel Maria Carrilho que, suportou, se contradisse em alguns momentos do julgamento.

Para além deste processo, há um outro a correr em que o arguido de 66 anos é acusado de um crime de violência doméstica, quando ainda era casado com Bárbara Guimarães, e de 21 crimes de difamação contra a apresentadora de 44 anos.

deixe-nos o seu comentário
voltar
em destaque
últimos podcasts
Blê Blê Blê - 23 de Novembro de 2017
Universo Paralelo - 23 de Novembro de 2017
GPS - 23 de Novembro de 2017
Entrevistas - 23 de Novembro de 2017
Entrevistas - 23 de Novembro de 2017
os nossos ouvintes
powered by hojenet © Copyright Rádio Nova 2016 - Todos os direitos reservados