História força o FC Porto a vencer o RB Leipzig para apurar-se

01 de Novembro de 2017 | por Público
História força o FC Porto a vencer o RB Leipzig para apurar-se

Aconteça o que acontecer esta noite no Estádio do Dragão, dentro de três semanas, quando o FC Porto defrontar o Besiktas, os portistas ainda estarão na luta pelo apuramento para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. No entanto, após duas derrotas na primeira volta do Grupo G, qualquer deslize suplementar pode revelar-se fatal para os “azuis e brancos”.

E a história mostra que as hipóteses do FC Porto seguir em frente caso não derrote o RB Leipzig são quase nulas: nas cinco ocasiões em que chegou ao final da quarta jornada com menos de seis pontos, apenas por uma vez não acabou fora dos dois primeiros lugares.

A nível interno, tudo tem corrido quase na perfeição, mas duas derrotas na Liga dos Campeões são a pedra no sapato do FC Porto de Sérgio Conceição. Esta terça-feira, na antevisão do reencontro com o RB Leipzig, o técnico surgiu na sala de imprensa com uma postura serena e reconheceu que na Alemanha a sua equipa não esteve à altura do que pretende: “Não fomos a equipa que queríamos ser. Não fizemos algumas coisas que fazem parte do que é a identidade desta equipa.” Agora, com os “erros corrigidos”, Conceição reconhece que os “dragões” têm, de “ganhar e passar à frente” do rival para “depois nos últimos dois jogos tentar a passagem à segunda fase.”

Se se cumprir o desejo do treinador do FC Porto e os “azuis e brancos” terminarem a quarta jornada com seis pontos, as probabilidades jogam a favor da equipa portuguesa. O historial portista no actual modelo da prova mostra que a regra é seis pontos darem o apuramento.

Com 15 presenças na fase de grupos com 32 equipas, os “dragões” conseguiram por dez vezes chegar ao final do quarto jogo com seis ou mais pontos e, nesse cenário, a taxa de sucesso “azul e branca” é de 90%: Há duas épocas, tudo corria às mil maravilhas para Lopetegui até à quarta jornada (10 pontos), mas derrotas nos últimos dois jogos (Chelsea e Dinamo Kiev) deixam surpreendentemente os portistas de fora dos oitavos-de-final.

Se 2015-16 foi a excepção que confirma a regra, 2004-05, a temporada seguinte à conquista do FC Porto da Liga dos Campeões, mostrou que apesar de raro, é possível o apuramento com menos de seis pontos em quatro partidas.

Apesar de um início em falso (duas derrotas e dois empates), um sprint final (vitórias contra CSKA Moscovo e Paris Saint-Germain) garantiu ao FC Porto de Víctor Fernández um lugar entre as 16 melhores equipas da Europa.

deixe-nos o seu comentário
voltar
em destaque
últimos podcasts
Blê Blê Blê - 22 de Novembro de 2017
Pré Visão - 22 de Novembro de 2017
Universo Paralelo - 22 de Novembro de 2017
A Bola é nossa - 22 de Novembro de 2017
GPS - 22 de Novembro de 2017
os nossos ouvintes
powered by hojenet © Copyright Rádio Nova 2016 - Todos os direitos reservados