Mundial de clubes: Real Madrid parte como favorito

04 de Dezembro de 2017 | por Lusa
Mundial de clubes: Real Madrid parte como favorito O Real Madrid, detentor do título e vencedor de duas das últimas três edições, parte como 'anunciado' favorito à conquista do Mundial de clubes de futebol, que arranca quarta-feira, nos Emirados Árabes Unidos.
Em Abu Dhabi e Al Ain, os brasileiros do Grêmio, recentes vencedores da Taça Libertadores, são, teoricamente, os principais 'outsiders', sendo que os campeões europeus e os sul-americanos só entram em ação nas meias-finais.
Antes, os anfitriões do Al Jazira e os neozelandeses do Al Ain, que se defrontam quarta-feira, no jogo inaugural, os mexicanos do Pachuca, os marroquinos do Wydad Casablanca e os japoneses do Urawa Red Diamonds tentam chegar às 'meias', para desafiar os 'todo poderosos'.
A prova nunca fugiu a Europa e América do Sul, mas, em 2016, os nipónicos do Kashima Antlers estiveram muito perto do 'escândalo', ao chegarem à final e caírem apenas face ao Real Madrid no prolongamento (4-2).
O português Cristiano Ronaldo, com um 'hat-trick', incluindo um 'bis' no prolongamento, salvou os 'merengues' da humilhação, sendo que, um ano volvido, é de novo a principal figura do 'cartaz' da competição.
O 'capitão' da seleção lusa tem estado muito 'apagado' na Liga espanhola, com míseros dois golos após 14 jornadas, mas já leva oito na Liga dos Campeões, em apenas cinco jogos, sendo que chegará à competição já 'Bola de Ouro', pela quinta vez.
Depois de um arranque de época fantástico, em que 'varreram' o FC Barcelona na Supertaça espanhola, os comandados de Zinedine Zidane têm estado muito irregulares, mas, nesta prova, são claramente os mais fortes.
Com cinco títulos mundiais no currículo, dois na versão Taça Intercontinental, os 'merengues' vão tentar dar sequência aos triunfos de 2014 e 2016 e igualar os três cetros do 'Barça' (2009, 2011 e 2015) na 'era' Mundial de Clubes.
Entre os participantes, o outro clube já vencedor da prova foi o Grêmio, que, em 1983, superou os alemães do Hamburgo por 2-1, após prolongamento, graças a um 'bis' de Renato Gaúcho, precisamente o seu atual treinador.
Com o ex-flaviense e vimaranense Geromel no comando da defesa e o ex-benfiquista Bruno Cortez à esquerda do setor mais recuado, o clube de Porto Alegre chega moralizado e com argumentos para 'incomodar' os bicampeões europeus.
O médio Luan, um dos grandes protagonistas da final da Libertadores, é a grande figura do conjunto brasileiro, que terminou o 'Brasileirão' no quarto posto, o mesmo que o Real Madrid ocupa atualmente na Liga espanhola.
Os europeus estreiam-se a 13 de dezembro, face a Al Jazira, Auckland City ou Urawa Red Diamonds, enquanto os brasileiros tentam o acesso à final na véspera, perante o Pachuca ou o Wydad Casablanca.
Destas formações, os mexicanos, que contam no seu plantel com os ex-benfiquistas Fraco Jara e Urreta, serão os mais fortes, mas não deverão ter facilidades na segunda ronda, face aos campeões de África.
deixe-nos o seu comentário
voltar
em destaque
últimos podcasts
Entrevistas - 19 de Janeiro de 2018
GPS - 19 de Janeiro de 2018
Pré Visão - 19 de Janeiro de 2018
Universo Paralelo - 19 de Janeiro de 2018
Blê Blê Blê - 19 de Janeiro de 2018
os nossos ouvintes
powered by hojenet © Copyright Rádio Nova 2016 - Todos os direitos reservados