Com a irreverência de Podence, Sporting revelou maturidade

18 de Dezembro de 2017 | por Público
Com a irreverência de Podence, Sporting revelou maturidade

Com uma exibição segura e personalizada, o Sporting ultrapassou sem grandes problemas o Portimonense, uma das boas equipas do principal campeonato português, e colocou pressão sobre os rivais na luta pelo título. No Estádio José Alvalade, os “leões” marcaram cedo (Bruno Fernandes, aos 9’) e nunca perderam o controlo. Na segunda parte, quando os algarvios já estavam reduzidos a dez jogadores, Bas Dost fixou o resultado final: 2-0.

Apesar do momento de menor fulgor do Portimonense (duas vitórias nos últimos 11 jogos), o confronto entre os dois treinadores mais experientes da I Liga revelou-se interessante. Após dar folga aos habituais titulares na partida da Taça de Portugal frente ao Vilaverdense, Jorge Jesus resgatou o seu melhor “onze” e colocou de início a mesma equipa que tinha iniciado a partida na jornada anterior frente ao Boavista, com uma alteração: Acunã recuperou o seu lugar numa das alas e Bruno César foi suplente. Se, no Bessa, a máquina “verde-e-branca” demorou a aquecer, contra os algarvios Podence, Bruno Fernandes e companhia não precisaram de muito tempo para provocar estragos.

Perante um Portimonense disposto a discutir o jogo no campo todo (Paulinho, Wellington, Nakajima e Fabrício garantiam profundidade atacante a Vítor Oliveira), o Sporting começou bem cedo a dar trabalho a Ricardo Ferreira: com menos de dois minutos, Podence surgiu isolado mas não ultrapassou o guarda-redes dos algarvios.

A resposta do Portimonense foi imediata (após boa jogada individual, Paulinho rematou por cima), mas o talento da zona central leonina desequilibrou a equipa de Vítor Oliveira: aos 9’, após um passe de génio de Podence — sexta assistência nesta época —, Bruno Fernandes, com a classe habitual, colocou a bola no fundo da baliza. O ex-jogador da Sampdoria fez o sétimo golo em 15 jogos no campeonato.

Na frente do marcador antes de se cumprir a primeira dezena de minutos, o Sporting serenou, mas manteve o ritmo elevado. Com a dupla Fernandes/Podence a assumir o controlo, os “leões” continuaram a procurar a baliza rival e Bas Dost esteve perto do segundo. O Portimonense, no entanto, não desistiu e Nakajima, que esta temporada marcou no Estádio do Dragão, esteve perto do empate, só que o remate do japonês passou ao lado da baliza de Rui Patrício, que cumpriu o 308.º jogo pelo Sporting no campeonato.

A ameaça portimonense fez os lisboetas voltarem a carregar no acelerador e na última jogada da primeira parte Ruben Fernandes impediu sobre a linha de baliza que Bas Dost fizesse o segundo golo sportinguista.

Sem alterações ao intervalo, o filme do jogo não sofreu alterações no início da segunda parte. Com mais bola, o Sporting não permitia que o Portimonense conseguisse construir jogadas de grande perigo e uma imprudência de Hackman, aos 55’, praticamente sentenciou as hipóteses algarvias: o ganês pisou Acuña e foi expulso por acumulação de amarelos.

Cinco minutos depois, surgiu o xeque-mate dos “leões”: Gelson centrou na direita, Bruno Fernandes desviou para o centro e Bas Dost, sem dificuldades, fez o 13.º golo em 15 jogos no campeonato. A partir daí, o jogo perdeu interesse e apenas Gelson, aos 72’, voltou a estar perto do golo.

deixe-nos o seu comentário
voltar
em destaque
últimos podcasts
Entrevistas - 19 de Janeiro de 2018
GPS - 19 de Janeiro de 2018
Pré Visão - 19 de Janeiro de 2018
Universo Paralelo - 19 de Janeiro de 2018
Blê Blê Blê - 19 de Janeiro de 2018
os nossos ouvintes
powered by hojenet © Copyright Rádio Nova 2016 - Todos os direitos reservados