Jovens do Benfica são os que mais dinheiro rendem na Europa, segundo o Financial Times

23 de Janeiro de 2018 | por Público
Jovens do Benfica são os que mais dinheiro rendem na Europa, segundo o Financial Times

Uma análise do Financial Times (FT) concluiu que o Benfica é o emblema europeu cujos jogadores jovens formados no clube ou contratados ainda em tenra idade mais dinheiro movimentam em transferências. O FC Porto surge pouco depois no ranking, na terceira posição.

Numa reportagem sobre a formação do Dortmund, publicada pelo jornal britânico na sexta-feira, surge um balanço financeiro relativamente aos jogadores jovens formados ou contratados pelos clubes europeus desde a época 2008/2009. No entanto, nesta lista não estavam incluídos nem clubes portugueses nem holandeses.

Nesta segunda-feira, um dos autores da reportagem, John Burn-Murdoch, utilizou o Twitter para responder às “muitas pessoas” que perguntaram “onde é que caberiam os clubes portugueses e holandeses” na análise do FT relativamente ao “desenvolvimento e venda de jogadores jovens”. “A resposta: muito alto. O Benfica é um verdadeiro transportador de talento, com FC Porto e Ajax logo atrás”.

Juntamente com esta mensagem, o jornalista divulga uma nova lista de clubes analisados. No título, lê-se “Benfica faz mais dinheiro do que qualquer outro clube ao recrutar e vendar jogadores jovens”. Aí destacam-se as vendas de Renato Sanches, Fábio Coentrão, David Luiz e Ángel Di Maria. O clube da Luz, segundo a análise do FT, ultrapassou a barreira dos 400 milhões de euros neste tipo de negócios (os cálculos são realizados tendo por base os preços praticados em 2018, ou seja, ajustados à inflação das transferências no futebol).

O FC Porto surge em terceiro atrás do Lyon, com pouco menos de 300 milhões de euros registados em vendas de jogadores jovens. O FT, neste caso, destaca Bruno Alves, André Silva e James Rodríguez.

Apesar de não estar nos primeiros lugares, o Sporting foi também incluído nesta análise mais alargada, ocupando a 14.ª posição. Com cerca de 200 milhões em vendas de jogadores jovens, John Burn-Murdoch realça os casos de João Moutinho, Nani e João Mário.

Em resposta a algumas questões que foram realizadas nos comentários a esta publicação, o jornalista responsável por estes cálculos nota que não teve em conta as percentagens dos respectivos passes e, por isso, os montantes que entraram nos cofres dos clubes nestes negócios.

deixe-nos o seu comentário
voltar
em destaque
últimos podcasts
GPS - 19 de Fevereiro de 2018
Universo Paralelo - 19 de Fevereiro de 2018
A Bola é nossa - 19 de Fevereiro de 2018
Pré Visão - 19 de Fevereiro de 2018
Blê Blê Blê - 19 de Fevereiro de 2018
os nossos ouvintes
powered by hojenet © Copyright Rádio Nova 2016 - Todos os direitos reservados