Costa afirma-se "surpreendido" com desfiliação de Sócrates

04 de Maio de 2018 | por Radio Nova com Lusa
Costa afirma-se

O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou nesta sexta-feira que "respeita" a decisão "pessoal" do antigo primeiro-ministro José Sócrates de abandonar o seu partido, adiantando, no entanto, que ficou "surpreendido" com os motivos invocados.

"É uma decisão pessoal de José Sócrates que tenho obviamente de respeitar", mas "fico surpreendido, porque não há qualquer tipo de mudança da posição da direção do PS sobre aquilo que escrupulosamente temos dito desde o início: Separação entre aquilo que é da justiça e aquilo que é da política", afirmou. 

O primeiro-ministro sublinhou ainda duas premissas que considera fundamentais neste tipo de questões: "A independência total da investigação e a presunção de inocência". E deixou uma frase que sugere uma divergência entre o actual e o antigo primeiro-ministro socialista: "Desde há muito tempo que há um entendimento divergente de que o poder político não deve interferir no sistema de justiça". Pelo lado do Governo, afirma ter "todos os motivos para confiar no sistema de justiça e no Estado de Direito".

António Costa falava aos jornalistas em Toronto, antes de iniciar o terceiro de quatro dias de visita oficial ao Canadá. Já na véspera, o secretário-geral do PS tinha comentado as suspeitas de corrupção no Governo Sócrates: "Se essas ilegalidades se vierem a confirmar, serão certamente uma desonra para a nossa democracia. Mas se não se vierem a confirmar, é a demonstração que o nosso sistema de justiça funciona".

deixe-nos o seu comentário
voltar
em destaque
últimos podcasts
GPS - 20 de Junho de 2018
Pré Visão - 20 de Junho de 2018
Blê Blê Blê - 20 de Junho de 2018
A Bola é nossa - 20 de Junho de 2018
K7 do Mundial - 20 de Junho de 2018
os nossos ouvintes
powered by hojenet © Copyright Rádio Nova 2016 - Todos os direitos reservados