“A nossa casa está a arder.” Macron fala em crise internacional na Amazónia

23 de Agosto de 2019 | por Público
“A nossa casa está a arder.” Macron fala em crise internacional na Amazónia

O Presidente francês, Emmanuel Macron, apelou na quinta-feira a que os incêndios na Amazónia sejam discutidos na cimeira do G7, que se realiza este fim-de-semana em Biarritz, sudoeste de França, afirmando que se trata de uma “crise internacional”. Um apelo que não caiu bem a Jair Bolsonaro.

“A nossa casa está a arder. Literalmente. A floresta Amazónia, o pulmão que produz 20% do oxigénio do nosso planeta, está em chamas. É uma crise internacional. Membros da cimeira do G7, vamos discutir esta emergência de primeira ordem em dois dias”, pediu o chefe de Estado no Twitter, antes da reunião dos países mais industrializados do mundo.

Para o Presidente brasileiro, no entanto, este apelo “evoca mentalidade colonialista descabida no século XXI”. Jair Bolsonaro recorreu à mesma rede social para criticar Macron e lamentar o que disse ser a instrumentalização de uma questão interna do Brasil para “ganhos políticos pessoais”, em “tom sensacionalista” com fotos falsas – o Presidente francês partilhou uma imagem antiga da Amazónia a arder.

O filho do Presidente brasileiro, o deputado Eduardo Bolsonaro, indicado para assumir o cargo de embaixador nos EUA, foi mais longe e partilhou um vídeo no qual Macron é chamado de “idiota”. “Recado para Macron”, escreveu no Twitter, numa publicação em que partilhou um vídeo intitulado “França em Crise: Macron é um idiota”, de um youtuber brasileiro.

Contudo, após muita pressão internacional e a marcação de manifestações em cerca de quarenta cidades brasileiras e cinco capitais europeias, Bolsonaro reuniu de emergência uma equipa de ministros com a missão de combater os incêndios. As primeiras medidas devem ser anunciadas esta sexta-feira.

A pressão internacional veio de figuras de várias áreas. O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, também se mostrou “profundamente preocupado” com os incêndios na Amazónia, onde se registaram, entre Janeiro e 18 de Agosto, mais de 38 mil focos.

“Estou profundamente preocupado com os incêndios na floresta Amazónia. No meio da crise climática global, não podemos permitir mais danos a uma das mais importantes fontes de oxigénio e biodiversidade. A Amazónia deve ser protegida”, escreveu Guterres também no Twitter.

deixe-nos o seu comentário
voltar
em destaque
últimos podcasts
Pré Visão - 20 de Setembro de 2019
A Bola é nossa - 20 de Setembro de 2019
Blê Blê Blê - 20 de Setembro de 2019
Universo Paralelo - 20 de Setembro de 2019
GPS - 20 de Setembro de 2019
os nossos ouvintes
powered by hojenet © Copyright Rádio Nova 2016 - Todos os direitos reservados