Catalunha: Supremo condena independentistas a penas até 13 anos de prisão

14 de Outubro de 2019 | por Público
Catalunha: Supremo condena independentistas a penas até 13 anos de prisão

O Supremo Tribunal espanhol condenou esta segunda-feira, em Madrid, nove líderes do movimento independentista catalão a penas entre os 9 e os 13 anos de prisão pelo seu papel na tentativa da região de obter a independência.

Três outros arguidos, os ex-conselheiros Santi Vila, Carles Mundó e Meritxell Borràs, foram considerados culpados pelo crime de desobediência, mas estão livres da prisão.

O ex-presidente do executivo regional Charles Puigdemont já reagiu, considerando esta condenação uma “atrocidade". O separatista, que continua em Bruxelas e não foi julgado, sublinha o facto de no total o tribunal ter condenado o grupo independentista a mais de 100 anos de prisão.

Os independentistas são na sua maioria condenados por crime de sedição e desvio de fundos públicos, uma decisão esperada que afasta o crime de rebelião defendido pelo Ministério Público, que tinha penas de prisão maiores. O ex-vice-presidente do executivo regional da Catalunha Oriol Junqueras foi um dos que foi condenado à pena mais elevada, 13 anos de prisão pelo seu envolvimento nos acontecimentos que levaram ao referendo ilegal sobre a autodeterminação da Catalunha, realizado em 1 de Outubro de 2017, e à declaração de independência feita no final do mesmo mês.

A ex-presidente do Parlamento, Carme Forcadell, foi condenada a 11 anos, enquanto os responsáveis da Assembleia Nacional catalã e da associação Òmnium, Jordi Sànchez e Jordi Cuixart, respectivamente, foram condenados a nove anos todos pelo crime de sedição.

Os dirigentes catalães apresentam-se como “presos políticos” e contestam todas as acusações. Durante o julgamento, o presidente da Generalitat, Quim Torra, assegurou que voltaria a fazer tudo da mesma forma.

?A decisão era aguardada com grande expectativa, principalmente na Catalunha para onde o Governo espanhol enviou nos últimos dias centenas de agentes para garantir a segurança da região, temendo-se as consequências para a ordem pública da esperada condenação dos líderes políticos independentistas.

deixe-nos o seu comentário
voltar
em destaque
últimos podcasts
Entrevistas - 13 de Novembro de 2019
Rivoli Alegre - 13 de Novembro de 2019
A Bola é nossa - 13 de Novembro de 2019
Blê Blê Blê - 13 de Novembro de 2019
Pré Visão - 13 de Novembro de 2019
os nossos ouvintes
powered by hojenet © Copyright Rádio Nova 2016 - Todos os direitos reservados